Mídias Sociais e o preço do feijão

Assim como o consumidor redescobriu a importância do Feijão na sua dieta, é possível levar até ele um pouco mais do que ele ainda desconhece. Não se sabe nada do que acontece antes do Feijão chegar na mesa. Precisamos mostrar mais a cara.

Sim, pesquisadores, agrônomos, produtores, corretores e empacotadores precisam falar sobre tudo que envolve, hoje em dia, pôr alimentos na mesa do brasileiro. O setor pode, e deve, aproveitar o resultado dos levantamentos que atestam, por exemplo, que um produtor rural é que preserva o ecossistema. E que cada vez mais incrementam métodos naturais para produzir.

O grande produtor também precisa aparecer mais. Se a população aceita bem comprar produtos alimentícios de multinacionais, precisa entender qual a história de pioneiros que fazem o “agro” acontecer. Não sai caro fazer isso usando a mídias sociais, compartilhando informações interessantes que valorizem a produção.

Se cada pessoa envolvida na produção de Feijão fizer isso, serão atingidas milhões de pessoas. Desta forma, poderemos ter campanhas especiais para os períodos de pico de oferta. Vamos trabalhar esta ideia. Talvez assim se possa evitar momentos como esta semana, quando os valores ofertados voltaram a cair.

Fonte: IBRAFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *