Situação de chuvas na província de Buenos Aires, Argentina, é “desesperadora”, dizem produtores

“Desesperador”. Essa é a palavra que vem sendo mais usada pelos produtores de uma ampla região do centro-sudeste de Buenos Aires, Argentina, para ilustrar o que vem sendo vivido em seus campos com as últimas inundações, decorrentes das chuvas desta semana.

Segundo um informe da Bolsa de Comércio de Rosario, as chuvas estiveram acima dos 75mm em 40% da província de Buenos Aires. O epicentro foi Bolívar, onde o acumulado chegou a 100mm. A média habitual para essa época do ano, considerando um período de 30 dias corridos, estava entre 25mm a 75mm. Nos últimos 30 dias do ano, choveram de 100mm a 200mm em muitas zonas.

Os produtores de gado e de leite não estão podendo utilizar o recurso forrajeiro que haviam pensado e nem colher o milho. Assim, trataram de vender bezerras sem estarem gordas para dar lugar às vacas.

A crise hídrica também aflora em Córdoba, onde há uma produção imobilizada equivalente a 10.000 caminhões de soja e milho, devido ao mau estado dos caminhos.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: La Nación

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *